sábado, 9 de abril de 2011

1 minuto de silêncio


Choro a dor que os olhos não sustentam em si por romper meu coração. Solidariedade ao sentimento alheio é um dos poucos resquícios que sobrou da humanidade. O cenário de tragédias continua a nos assombrar e a tristeza que só cresce... Quanto iremos suportar? Cada vez mais os noticiários enegrecem a visão de um mundo que me entristece. As atrocidades que um homem pode cometer, os sentimentos e emoções que deixaram se perder. Não justifiquem o que não há como se explicar! Tenham respeito a dor dessas mães que ninguém poderá consolar. Diariamente inocentes que nada tem a ver são privados do direito de viver. Pobres pequenos injustiçados, anjos que tinham planos, sonhos e futuros que foram deixados. Anjos em flor da mocidade... Restou somente saudade. Desilusão do quão cruel pode ser aquele que Deus denominou-nos irmão. Dolorosa perda de uma cidade ensanguentada. No silêncio dessa pátria as cores da bandeira deixaram-se acinzentar pois perdeu a luz de "brasileirinhos" que acabaram de se apagar.

2 comentários:

  1. Que tenhamos força para continuar acreditando, apesar de tudo.

    ResponderExcluir
  2. Temos que seguir, adorei tuas palavras!



    Beijos querida!

    ResponderExcluir